Primeiro residencial inclusivo para jovens inaugurado em Porto Alegre

Ao completar 18 anos, os jovens acolhidos em abrigos de crianças e adolescentes, não possuiam um serviço de acolhimento específico para suas necessidades.
Na última sexta-feira (26/04/19), foi inaugurado em Porto Alegre, o primeiro residencial inclusivo para jovens acima de 18 anos de idade. O serviço será executado por meio de parceria da Fundação de Assistência Social e Cidadania (Fasc) com o Instituto Pobres Servos da Divina Providência - Abrigo João Paulo II.

Uma equipe especializada, vinculada ao Abrigo João Paulo II, trabalhará na residência adaptada prestando atendimento personalizado e qualilficado, priorizando as necessidades individuais e coletivas de cada morador. O diretor do instituto, Padre Claudio Antônio Bianchet, lembra que a missão é proporcionar "o melhor atendimento e dar qualidade de vida a esses jovens". 
 
Critérios para ingresso no residencial
 
- Ter mais de 18 anos e ser pessoa com deficiência - prioritariamente, se for atendido pelo Benefício de Prestação Continuada (BPC).
 
- Não ter retaguarda familiar momentânea ou permanente. 
 
- Ser residente ou domiciliado no município de Porto Alegre.
 
Forma de acesso
 
A avaliação é feita pelo Núcleo de Acolhimento da Proteção Social Especial - Fasc
 
Ambientes
 
A residência possui quatro quartos, quatro banheiros, refeitório integrado com a cozinha, sala de estar, sala de atendimento da equipe técnica e ampla área aberta. 
 
Esse lindo vídeo foi publicado pela Fundação de Assistência Social e Cidadania (FASC de Porto Alegre) onde podemos ver os assistidos do CPIJ - Centro de Promoção da Infância e da Juventude participando da inauguração.