Chega ao Brasil Francesco Padovani, em missão na República Dominicana.

Na Delegação Nossa Senhora Aparecida, recebemos a visita de Francesco Padovani, que trabalha (com o apoio e supervisão da delegação europeia de San Giovanni Calábria - Pobres Servos da Divina Providência) na República Dominicana.

Francesco é natural de Verona, Itália (Cidade Natal de São João Calábria) e está desde 2014 na República Dominicana,  especialista em Direitos Humanos.

Pe. Calábria escreve: "A finalidade pela qual a Divina Providência nos uniu é dupla: em primeiro lugar para que nos preocupemos com a nossa santifi­cação e depois para que nos dediquemos plenamente em cuidar dos pobres meninos abandonados, os quais, pela ausência de uma mão amiga se jogam no caminho da perdição" (Primeiras Normas, 1908).

Exatamente nesse contexto que Francesco, sendo Leigo e protagonista na missão dos Pobres Servos, não sacerdote ou irmão, atua junto aos mais necessitados na Província de Santo Domingo (Monte Plata), na República Dominicana.

É com a dedicação de leigos, como Padovani, que a Obra dos Pobres Servos tem expandido cada vez mais "Nós precisamos ir aonde humanamente não exista nada a se esperar" (São João Calábria).

São em torno de 800 crianças atendidas em diferentes atividades: Serviço de Proteção a crianças e adolescentes. Ele conta que lá as meninas engravidam muito cedo, por volta dos 12 anos e que há um trabalho que tem dado bons resultados junto as famílias. Outro serviço realizado é com as pessoas em semiliberdade, que trabalham no cultivo em fazenda mantida pela Congregação. Conta que os Niños (crianças)  de 0 a 5 anos também são acolhidos, cerca de 400 crianças na educação infantil.

Que a exemplo de São João Calábria, sejamos Evangelhos Vivos.