Maio, mês mariano: Maria, exemplo de simplicidade e ternura

O mês de maio é todo especial, no qual dedicamos pela piedade cristã, a nossa Mãe Maria Santíssima. 

Pe. Calábria dizia que é um mês de muitas graças, por isso, voltemos nosso olhar a nossa Mãezinha do céu e peçamos-lhes que abra suas mãos maternais e de ternura sobre os nossos passos rumo à Jerusalém celeste. Maria, a mulher do sim, portanto, aprendamos com Ela, a fazer tudo aquilo que o Mestre nos disser (cf. Jo 2,5).

Em uma sociedade onde as riquezas, os títulos, as likes e os status parecem valer mais que a própria dignidade humana: Maria, no seu modo de ser e de agir vem nos mostrar a árdua lição da simplicidade e da humildade, "Faça-se em mim segundo a tua vontade" (Lc 1,38). Ela nos ensina ainda, que a vida só tem sentido se doada gratuitamente e na fidelidade incondicional ao próximo. Segundo o Papa Francisco, "Maria, a primeira e perfeita discípula de Jesus, a primeira e perfeita crente, modelo da Igreja em caminho, é Aquela que abre esta estrada de maternidade da Igreja e sempre sustenta a sua missão materna destinada a todos os homens."

São as palavras de Maria, a serva do Senhor, que ainda hoje, precisa ecoar em nossos corações, a fim de clamar por menos opulência e soberba, embora fazendo-nos mais simples e humildes. No lugar de senhora, ela se colocou totalmente como serva, "Eis a serva do Senhor" (Lc 1, 38). Outra condição vivida em seu ser, é que em vez de imperatriz fez-se mãe, por isso, que em seu ventre bendito, foi gerado a nossa maior riqueza, a nossa salvação: Jesus Cristo.

É no amor eterno de Deus, que a intercessão de Maria nos sustenta e ampara. É no seguimento a Jesus Cristo que, as virtudes de Maria nos tocam e servem de exemplo e testemunho, enquanto que na força do Espírito Santo, a maternidade de Maria nos envolve e evangeliza.

Que Maria, nossa mãe, a dona da Obra interceda junto à Deus por todos nós nesta longa caminhada da vida!

 

Confira em: http://www.cnbb.org.br/papa-francisco-e-a-devocao-mariana