Canonização de São João Calábria - 18 de abril

Hoje (18) de abril é um dia inesquecível para a Obra e a sua Família Calabriana. Dia memorável da Canonização de São João Calábria.

Ao olhar e recordar a história de vida do pequeno João Calábria, de sua família, seus desafios e obstáculos, percebe-se que o mesmo, jamais se deu por vencido, era convicto em todas suas circunstâncias, "eu vou conseguir", sempre se sentia abraçado e embalado pelo o amor de Deus Pai e pelas mãos da divina providência. A confiança e a entrega total a Deus abria-lhe cada vez mais um caminho de santificação pessoal a sua própria vocação. Repetidamente dizia: "Ou Santo ou morto".

No lema acima expressado, sentimos uma doação absoluta e genuína de sua vida, de suas preces e sofrimentos para que a humanidade retornasse à puras fontes do Santo Evangelho. Assim dizia: "a Deus é preciso sempre responder com um sim", integralmente, de dia e de noite, pois "a vida do padre pertence a Deus e às almas que lhe são confiadas"

Das múltiplas situações adversas em sua existência, a perda de seu pai, a sua fraca saúde, a demissão do emprego, os rabiscos no caderno, dificuldades para com os estudos, a fome e etc. Calábria seguramente dizia: "só mesmo quem é pobre tem condições de compreender e acolher alguém que é ainda mais pobre".

Viver e reconhecer a pobreza evangélica em nossa vida é ser sinal concreto das mãos de Deus Providente a quem precisa. Até porque, "a maior de todas as pobrezas é não reconhecê-la com a mais nobre e bela de todas as riquezas". É sacrificando-se a si mesmo, que se é vida para os outros.

De fato, quando mergulhamos na história e nas ações da vida do Calábria vemos que ele foi e é um homem de muita fé na confiança e Providência do Pai. Foi também uma pequena semente que se deixou morrer a si mesmo, em terra boa e, que nasceu e frutificou o amor incondicional de Jesus aos pobres abandonados.

Por isso que há 19 anos, uma multidão de pessoas se reuniram na praça São Pedro, no Vaticano, Itália, enquanto nas demais localidades acompanharam por meio da TV. Todos na força da fé e devoção, no espírito da caridade e na vibração da alegria participaram da Santa Missa de Canonização e puderam ouvir o Papa João Paulo II proclamar solenemente: "Com a autoridade de Nosso Senhor Jesus Cristo, dos Apóstolos Pedro e Paulo e nossa autoridade, depois de ter largamente refletido, declaramos e proclamamos Santo o Pe. João Calábria".

Que São João Calábria interceda à Deus por todos nós, para que continuamos firmes no espírito puro e genuíno da Obra, isto é, sendo evangelhos vivos.

São João Calábria, rogai por nós!