Loading color scheme

Comunicação e evangelização: “Ide por todo mundo e evangelizai a todos os povos”

Comunicação

A missão da Igreja é evangelizar: “Ide por todo o mundo e evangelizai a todos os povos” (Mc 16,15). Em sua ação evangelizadora, a Igreja comunica o Reino de Deus, instaurado por Jesus Cristo, nosso Salvador. Disso compreendemos que comunicação e evangelização caminham juntas.

O próprio Deus se comunica conosco por meio das Sagradas Escrituras, e a Igreja comunica Jesus em todas as suas ações pastorais. A paróquia atinge os seus paroquianos por meio dos processos comunicativos adotados, como os avisos ao final das celebrações, o quadro de aviso, o jornal paroquial, panfletos, redes sociais, etc.

Comunicação e evangelização caminham  juntas

Não é de hoje que a comunicação é essencial para a missão evangelizadora da Igreja.

Antes de sua Paixão e Ressurreição, Jesus comunicou e evangelizou os apóstolos e seus seguidores pregando sobre o amor, a misericórdia e o Reino de Deus. Em sua missão, Jesus não contou com as ferramentas de comunicação que temos hoje. Não havia sequer microfones. Mas a Boa-Nova foi comunicada com eficácia.

Há mais de 2 mil anos a Igreja comunica o Evangelho, e ao longo dos tempos encontrou nos meios de comunicação uma oportunidade para evangelizar e comunicar a fé.

Foi só nas primeiras décadas do século XX que as igrejas passaram a contar com equipamentos de som, ainda que bem rudimentares. O uso da fotografia passou a ser um meio de comunicação e evangelização na história da Igreja mais recentemente, na década de 20. Os panfletos de propaganda devocional, os folhetos de cânticos e de orações passaram a ser impressos e utilizados logo depois, na década de 30. A partir de 1940, as comunidades passaram a ter ao seu alcance alto-falantes e amplificadores de som.

Na década de 50, os missionários Redentoristas perceberam no rádio uma oportunidade de desenvolver um importante trabalho de evangelização. Eles haviam migrado da Europa ao Brasil para cuidar dos trabalhos pastorais do Santuário de Nossa Senhora Aparecida, em Aparecida – SP. Ansiosos para que a Boa-Nova do Reino de Deus alcançasse mais pessoas, percebendo o potencial daquele meio de comunicação de longo alcance, os religiosos passaram, então, a utilizar o rádio como um instrumento de comunicação e evangelização. Mas os Redentoristas foram um pouco mais longe: enxergaram no cinema também uma oportunidade. Passaram a produzir filmetes publicitários que eram exibidos nos telões antes dos filmes.

Na história mais recente da Igreja no Brasil, em 1989, o monsenhor Jonas Abib, fundador da Comunidade Canção Nova, inovou em termos de comunicação e evangelização. O sacerdote fez história lançando a TV Canção Nova, com uma programação que até hoje apresenta 24 horas de evangelização com sinal aberto para diversos estados do país.  Depois disso, diversas outras emissoras católicas foram surgindo pelo Brasil.

Para além disso tudo, hoje em dia é raro uma paróquia que não faça uso de um meio de comunicação de massa para evangelizar.

Não existe evangelização sem comunicação

Atualmente são numerosos os recursos de comunicação que a Igreja tem à sua disposição. Revistas, sites, canais de vídeo, redes sociais, além das tradicionais mídias que não perdem sua eficácia, oferecem oportunidade de comunicação e evangelização.

A Igreja deve estar onde estão seus filhos, levando aquela mesma comunicação de Jesus quando passou por este mundo. É urgente e oportuno que a Igreja comunique Jesus vivo, presente e atuante na vida do Povo de Deus, onde este povo estiver. Por isso não podemos desperdiçar a oportunidade de evangelizar em todos os meios.

Contudo, a comunicação, independente da mídia ou da ferramenta, precisa ser feita com propriedade. A Palavra de Deus deve ser anunciada com alegria e entusiasmo. Diferente disso, a comunicação não terá eficácia, não alcançará seu objetivo evangelizador. As pessoas se comunicam o tempo todo, e muitas delas estão a todo momento buscando um sentido para a própria vida. Uma mensagem visualizada numa rede social pode ter a capacidade de mudar sua vida, de convencê-la de que viver por Cristo, com Cristo e em Cristo é o que vai lhe proporcionar a verdadeira alegria.

Fonte: Diocese de Santo André - Disponível em https://www.diocesesa.org.br/2018/12/comunicacao-e-evangelizacao/ (Acesso em 17/09/2020 às 10:00)