Concluído o Congresso "Medellín: 50 anos depois"

O Congresso celebrou a II Conferência Geral do Episcopado Latino-americano (CELAM) de 1968, que representa uma etapa fundamental para a história da Igreja da América Latina e do Caribe.
 
Cidade do Vaticano
 
De 3 a 5 de abril, na Pontifícia Universidade Xaveriana de Bogotá, foi realizado o Congresso Internacional "Medellín: 50 anos depois". O Congresso celebrou a II Conferência Geral do Episcopado Latino-americano (CELAM) de 1968, que representa uma etapa fundamental para a história da Igreja da América Latina e do Caribe. Participaram do evento cerca de 25 teólogos entre bispos, cardeais e professores.
 
Em um comunicado, os coordenadores do Projeto Hispano-americano de Teologia afirmam:
 
"Queremos refletir sobre a pastoralidade como nota intrínseca do trabalho eclesial e teológico e não como uma simples aplicação, pastoral ou prática, da teologia e da vida da Igreja".
 
Deste modo, "procuramos aprofundar o diálogo entre as gerações que fundaram a teologia na América Hispânica e outras intermediárias e emergentes, contribuindo para uma melhor compreensão do processo de reformas conduzido pelo Papa Francisco". São propostas no âmbito da celebração do 50º aniversário da II Conferência Episcopal Latino-americana do CELAM que marcou a vida e indicou o caminho da Igreja do continente até hoje.
 
Opção pelos pobre - Igreja missionária
 
Na Conferência foram abordados, entre outros temas, a atualidade do encontro de Medellín, a opção pelos pobres e pela pobreza e o rosto da Igreja autenticamente pobre, missionária e pascal. O Congresso foi aberto pelo Cardeal Baltazar E. Porras Cardozo, Arcebispo de Mérida, e Dom Raúl Biord Castillo, Bispo de La Guaira e vice-presidente da Conferência Episcopal da Venezuela, apresentou o tema "Evangelização e promoção humana em Medellín".
 
Renovação eclesial
 
Já no primeiro Encontro Hispano-americano de Teologia, realizado em fevereiro de 2017 na Escola de Teologia e Ministério, reuniram-se mais de 50 teólogos da América Latina, da Espanha e latinos da América do Norte. Na ocasião iniciaram um percurso de diálogo teológico-pastoral nos contextos ibero-americanos. "Nesta ocasião queremos desenvolver duas novas atividades. A primeira é uma nova reunião de trabalho do Grupo Hispano-americano de Teologia e a segunda, aberta a todos, é a realização do Congresso Internacional", explicam os coordenadores, comentando que a teologia latino-americana teve um importante papel no atual processo de renovação eclesial promovido do Papa Francisco.