Encontro de Formação Continuada no Abrigo João Paulo II

formacao_abrigo_joao_paulo_ii
Encontro de Formação Permanente no Abrigo João Paulo II

Nos dias 4 e 5 de maio, o Abrigo João Paulo II proporcionou um encontro formativo para os pais sociais/ educadores residentes, educadores sociais, equipe técnica, administrativa e demais colaboradores. Este encontro teve como objetivo o aprofundamento do conhecimento das fases da infância e adolescência e a pedagogia calabriana.

No primeiro momento do encontro, o psicólogo Ricardo da Cunha abordou o tema ?Fases do ciclo de vida e resultados parciais da pesquisa?. Ricardo aprofundou as fases e o que é esperado do desenvolvimento conforme faixa etária. ?É principalmente na infância, que a criança tem o seu desenvolvimento psicomotor e temos que cuidar para que ocorra de forma adequada?, enfatizou. Ele caracterizou a adolescência como a busca do ?eu?, a formação de identidade ( pessoal e social), as transições entre infância e adolescência e os desafios de toda a complexidade no contexto de acolhimento.

Ricardo havia realizado uma pesquisa para seu estudo de doutorado, em 2014, com todos os acolhidos com idades entre sete e 17 anos, das casas lares do Abrigo João Paulo II, em Porto Alegre, Alvorada e Viamão. Teve como objetivo o estudo psicossocial dos acolhidos a avaliação de ansiedade e depressão entre outros dados que foi objeto da pesquisa. Ao final do encontro fez a apresentação dos resultados dessa pesquisa, por casa-lar e por cidade.

Padre João Pilotti, diretor do Centro de Educação profissional São João Calábria, realizou o segundo momento com a temática ?Pedagogia Calabriana ? Jeito de ser e de viver?. O padre relembrou de como a Obra Calabriana surgiu na Itália. Citou também a forma como desde o início foi conduzido o trabalho de acolhimento tendo como linhas de pensamento e de ação o Ver- Perceber o outro e sua realidade; Inclinar-se ? Colocar-se junto do outro no mesmo nível, para ouvir melhor, indo ao outro; Sacudir suavemente ? Respeitar cada pessoa com sua história; Reconhecer ? Dignidade e direitos iguais; Acolher ? Receber, compreender e aprender. Dar aos diferentes oportunidades iguais.

No dia 5, no segundo momento, foi realizada a celebração votiva a São João Calábria e em ação de graças pelo Dia das Mães. A homenagem foi para as mães sociais e colaboradoras do Abrigo que são mães. 

O Instituto Pobres Servos da Divina Providência ?Abrigo João Paulo II agradece os maravilhosos momentos que Ricardo e Pe. João proporcionaram de muito esclarecimento e de motivação.