Loading color scheme

Fundada em 1983 devido ao processo de transformação da Colônia de Marituba, com base na Portaria nº 165/76 do Ministério da Saúde que dispõe sobre a Reinserção Social do Hanseniano. Unidade de assistência sanitária e social da Secretaria de Estado de Saúde Pública em convênio, na época, com o Instituto Pobres Servos da Divina Providência. Atualmente, a unidade está ligada ao Instituto Francisco Perez, que tem como finalidade preponderante a atuação na área da saúde.

Presta assistência biopsicossocial de caráter asilar e hospitalar para pacientes idosos com sequelas de hanseníase que possuem grau de incapacidade física e de necessidades especiais que os impossibilitam para o trabalho, somando a isso baixas condições socioeconômicas. É um serviço de longa permanência, pois nesses casos foram esgotadas todas as possibilidades de convívio e vínculo familiar com esses idosos. Além disso, o Abrigo João Paulo II atende também pessoas acometidas de outras patologias que necessitem de atendimento terapêutico de longa permanência.

A instituição atende em regime ambulatorial e hospitalar, através de uma equipe multiprofissional que vai até a residência do atendido ou que atende na sede aqueles que têm condições de locomoção. Desenvolve suas atividades através dos seguintes serviços: Médico Clínico, Enfermagem, Odontologia básica, Terapia ocupacional, Farmácia, Nutrição, Serviço Social, Psicologia, Fisioterapia e outros.