Loading color scheme

Grupos de Leigos Calabrianos

Trata-se de grupos formados por leigos que buscam viver a espiritualidade de São João Calábria em sua família, na comunidade paroquial e no ambiente de trabalho, procurando ser testemunhas do Reino onde Deus Pai os chamou. Podem ser constituídos por:

• Adultos (solteiros e casados) • Casais • Jovens e adultos • Jovens • Adolescentes (com a presença de adultos).

A finalidade dos grupos é buscar crescer no "espírito de família", que é próprio da espiritualidade calabriana, expressando o "vejam como eles se amam", como os primeiros cristãos, e evangelizar conforme a espiritualidade calabriana. Os grupos possuem um tripé, sobre o qual procuram sustentar sua trajetória (cf. Lc 24, 13-34):

ESCUTAR:
Colocam-se na atitude de discípulos do Senhor na escuta atenta da Palavra: "Não é verdade que nosso coração ardia enquanto Ele nos explicava as escrituras?". Esta atitude visa concretizar o desejo de São João Calábria de que "sejamos Evangelhos Vivos". Além de escutar a Palavra de Deus, buscam escutar a palavra do Magistério da Igreja, de São João Calábria e de seus sucessores.

PARTILHAR:
Os discípulos "reconheceram o Senhor ao partir o pão". Os grupos têm como característica este aspecto da partilha. Cada membro é convidado a partilhar sua vida, suas alegrias, esperanças, dificuldades. É convidado, também, a partilhar suas energias, seus talentos, seus dons com os mais pobres da nossa sociedade, particularmente, com os mais pobres da sua comunidade, da sua Paróquia, procurando "os mais pobres entre os pobres", como fez São João Calábria. Não há autêntica vida cristã e nem verdadeira escuta da Palavra quando não somos capazes de partilhar (cf. Jo 6).

ANUNCIAR:
São João Calábria viveu toda a sua vida procurando através de palavras e obras anunciar que temos um Deus, que é Pai e que cuida de nós com carinho. "Buscai em primeiro lugar o Reino de Deus e sua justiça e o resto vos será dado em acréscimo" (Mt 6, 33).

Cada membro do grupo é convidado a caminhar na busca de descobrir este Deus, que é Pai, Mãe, Tudo, e a anunciar esta realidade onde atua da maneira que perceber ser a mais conveniente. Isto é, cada um é convidado a ser "Evangelho vivo" no meio onde vive e atua e a fazer com que o Evangelho penetre em todos os lugares e possa significar a sua vida e a vida das demais pessoas. O anúncio passa, eminentemente, por um comprometimento e envolvimento na pastoral paroquial. O importante não é o quanto se faz, mas como se faz!

Tudo isso deve receber uma vitalização constante da oração. Os encontros dos grupos devem ser marcados por momentos intensos de oração que deve ser assumida por cada membro como valor pessoal a ser levado para a família e para onde quer que o leigo calabriano vá. Não é possível ESCUTAR, PARTILHAR E ANUNCIAR sem assumir na vida uma atitude orante.