Loading color scheme

VOCACIONADO

Compreende o primeiro contato do jovem que sente despertar em seu coração o chamado de Deus. Aqui inicia o caminho de acompanhamento e conhecimento mútuo, ou seja, o jovem conhece o carisma da Congregação e a Congregação conhece o jovem, seus sonhos e ideais.

CENTRO DE ORIENTAÇÃO VOCACIONAL COV

Período de formação inicial que compreende a etapa de estudo do ensino médio ou, para aqueles que já concluíram, um tempo de experiência de vida na Congregação. Nosso fundador, São João Calábria, denominou esta primeira etapa de COV. Ele queria que as Casas de Formação da Congregação fossem Centros de Orientação para todos os jovens que desejassem fazer um acompanhamento para realizarem o discernimento, independentemente de quererem ou não ser religiosos ou presbíteros. Esta etapa não tem um número exato de anos porque depende da caminhada de cada um. O processo é personalizado.

ASPIRANTADO

Período de formação que proporciona uma experiência mais profunda de Deus, da vida comunitária e do conhecimento do modo de ser religioso de espírito apostólico, favorecendo a continuidade do amadurecimento humano e cristão e a realização de um aprofundamento maior do seguimento vocacional. Normalmente é o ano em que se inicia o curso de Filosofia.

POSTULADO

Período que proporciona uma experiência vivida e refletida da Vida Religiosa. A etapa oferece ao formando meios para prosseguir em seu processo de maturação pessoal e de fé, e no discernimento de sua opção de abraçar a Vida Religiosa como Pobre Servo da Divina Providência. No primeiro ano, os jovens vivem em uma casa específica de formação, e no segundo e terceiro anos (conforme o processo de cada um), eles fazem experiência de missão junto às comunidades religiosas.

NOVICIADO

Período central de formação para a Vida Religiosa Consagrada, no qual "os noviços aplicar-se-ão em assimilar e viver o espírito da Obra no estudo das Constituições, do Diretório, da vida e escritos do Fundador, da história e atividades da Congregação e dos documentos capitulares, além das sãs tradições da Obra. Aprofundarão, através da experiência, o conhecimento da liturgia, do seu espírito santificador e das normas que regulam as celebrações. Procurarão desenvolver o sentido eclesial e a abertura a todas as pessoas. Ser-lhes-ão de valiosa ajuda, neste compromisso, o estudo dos documentos do Magistério. Comprometer-se-ão, porém, sobretudo na oração e na assídua meditação da Palavra de Deus, em ter os mesmos sentimentos de Cristo, assimilando a sua mentalidade e os seus ideais, penetrando na interioridade da pessoa de Jesus, seu único amor e único fim de sua vida, segundo o exemplo do Fundador." (Const. n. 110).

JUNIORATO

Período de formação que inicia com a primeira Profissão Religiosa anual pública e prepara para a Profissão Trienal (conhecida em outras Congregações como Profissão Perpétua). Esta etapa têm por objetivo continuar a formação global, unitária e progressiva, vivendo, de maneira mais intensa, os valores da Vida Religiosa como Pobre Servo da Divina Providência e assumindo com equilíbrio a atividade apostólica, a vida comunitária e a formação religiosa e acadêmica em vista da opção definitiva. Os Junioristas são inseridos nas comunidades religiosas em missão. A etapa têm no mínimo três e no máximo seis anos de duração.

FORMAÇÃO PERMANENTE

Caracteriza-se pela continuidade da formação, pelo aprofundamento do ser consagrado, pelo aperfeiçoamento profissional, pela vivência corresponsável na comunidade e pelo comprometimento criativo na missão, conforme o carisma da Congregação. O objetivo desse período é de proporcionar e estimular o religioso para uma renovação constante da resposta ao chamado de Deus, no seguimento de Jesus Cristo, a fim de ser testemunha do Reino como Pobre Servo da Divina Providência.