Loading color scheme

Espiritualidade Calabriana: “Buscai em primeiro lugar o Reino de Deus e sua justiça”.

Espiritualidade

Nesta semana iniciamos uma série de publicações sobre a Espiritualidade Calabriana, contendo EXPRESSÕES e SÍMBOLOS CALABRIANOS.

O texto é do Benildo Ceresa, PSDP, publicado na Revista A Ponte, fala da expressão evangélica “Buscai em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça” (cf. Mt 5,33; Lc 12,31), usada por São João Calábria e que se tornou o lema fundante de toda a Obra Calabriana.  Esta publicação faz parte do Projeto Buscai e Anunciai.

 

“Buscai em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça”

 Quando falamos em justiça, facilmente fazemos deslizar o nosso pensamento na  direção de dois setores do poder público: os nossos Tribunais de Justiça e a Polícia. Isto porque atribuímos a eles o DEVER de fazer JUSTIÇA.

Com esta ideia, nós “lavamos as mãos” e deixamos para os outros esta missão, enquanto é de todos, independentemente de posição social, importância, credo, raça, etc.

Não foi por acaso que Jesus disse: “Buscai em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça”, e a disse às multidões (cf. Mt 5,33; Lc 12,31). Isto mostra que Jesus não direcionou o dever da justiça a alguém em particular. Aliás, no Sermão da Montanha de Mateus, particularmente nos capítulos 5 e 6, o tema justiça está muito presente.

Nós sabemos o quanto a justiça humana é passível de erros. Dizemos facilmente: “os ladrões de galinha vão para a cadeia, enquanto os grandes fraudadores e corruptos vivem soltos” Isto porque a justiça dos homens nem sempre é “justa”.

Se nós folharmos a Bíblia a encontramos recheada da expressão “Deus justo”, e por isso Jesus não teve medo de agir, dos seus interlocutores a prática da virtude, sobretudo aos escribas e fariseus. Mas não uma justiça de tribunal, e sim justiça baseada no amor, no perdão: “Sede misericordiosos como vosso Pai é misericordioso” (Lc 6,36); “Por acaso não fará Deus justiça aos seus escolhidos, que estão clamando por ele dia e noite? Porventura tardará em socorrê-los?” (Lc 18,7). E poderíamos multiplicar as citações.

Devemos reconhecer que não é fácil ser justos, porque nossa capacidade humana de julgar é limitada, mas isto não nos exime do dever de sermos justos em tudo, porque como diz o salmista: “Esta é a porta do Senhor: só os justos por ela podem passar” (SL 1 17,20). Desta forma entendemos a ênfase que São João Calábria deu a expressão evangélica que se tornou o lema fundante de toda a Obra Calabriana.

 

CERESA, Benildo. Buscai em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça. Revista A Ponte, Porto Alegre, vol 1, 2009, p. 27.